Taxa de Marinha fica até 90% mais barata

boa viagemLaudêmio mais barato vai facilitar compra em bairros como Boa Viagem

Tributo federal obrigatório, por anos o laudêmio, conhecido como taxa de Marinha, foi alvo de diversas críticas do mercado imobiliário. Criado ainda nos tempos coloniais, a taxa de 5% sobre o valor do imóvel onerava consumidores.

Uma realidade que mudou para melhor com a Lei Federal 13.240, sancionada pela presidente Dilma em 30 de dezembro de 2015. Em vigor desde 1º de janeiro, a lei fez com que a taxa passasse de 5% para 2%, e apenas sobre o valor do terreno, excluindo-se as benfeitorias. Agora imóveis localizados em bairros como Boa Viagem, Pina, Piedade, Candeias, Madalena e Torre terão uma carga de impostos menor na hora da compra.

No Recife, corretores e empresas aprovam as mudanças. É o caso da Imobiliária Eduardo Feitosa. “O corretor deverá estar apto a informar os benefícios desta lei para os seus clientes, haja vista que muitas decisões de compra foram impactadas pela cobrança desta taxa”, afirma o Diretor Executivo Roberto Rios.

COMO FICA O “NOVO LAUDÊMIO”?

Exemplo: um prédio de 100 apartamentos, em um terreno avaliado em R$1.8000.000, tem cada apartamento avaliado em R$300mil. Com a  cobrança antiga, cada transação geraria um laudêmio de 5% sobre o valor do apartamento, totalizando R$15 mil para cada unidade.

“Hoje o laudêmio passou a ser calculado da seguinte forma: valor de avaliação do terreno onde foi construído o empreendimento x 2% e depois disso dividimos em cotas proporcionais a cada apartamento”, afirma o diretor Roberto Rios.

Assim, a nova taxa de 2% é aplicada apenas sobre o valor de avaliação do terreno que é de 1 milhão e 800mil, totalizando R$36mil. “Esta soma seria dividida pelos 100 apartamentos, gerando RS 360,00 para cada unidade”, conclui Roberto Rios.

SAIBA MAIS

O laudêmio é uma herança dos tempos coloniais, quando a maior parte do território brasileiro pertencia à Coroa Portuguesa. Para promover a colonização do país, distribuía terras e cobrava uma contribuição por elas, um tipo de pedágio. As terras passaram a ser aforadas, e quem as vendesse, teria que pagar o laudêmio, que sobrevive até hoje.

Hoje é a Marinha que faz essa cobrança. Os terrenos de Marinha compreendem toda a zona litorânea, inclusive ilhas, em uma faixa de terra localizada a 33 metros da maré mais alta, em relação à linha de preamar, que significa o ponto médio das marés observadas durante o ano.

Aproveite as taxas menores e confira promos da Quinzena do Apê Eduardo Feitosa Boa Viagem e Pina. Corretores online até meia-noite, todos os dias! www.quinzenadoape.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis − quatro =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.